COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Sistema OCB/PE - Notícias

Pernambucanos comentam aprendizados do WCM 2019

 

Parte do grupo de dirigentes pernambucanos que participou do World Coop Management 2019 deu a opinião de como foi participar do evento que tem como objetivo dar ao público conteúdo diferenciado para alcançar posição de destaque em mercados cada vez mais competitivos. A comitiva, coordenada pelo Sistema OCB/PE, esteve em Belo Horizonte, com presidentes e gestores dos mais variados ramos do cooperativismo do estado com a meta de buscar a reciclagem profissional e manter o público atualizado sobre os novos conceitos e estratégias de atuação em seus negócios e cooperativas.  

Esse é a quarta vez seguida que o cooperativismo de Pernambuco participa desse evento, que acontece anualmente, e expõe novas tendências e inovações do mercado, onde diversos pensadores nacionais e internacionais dividem informações para o desenvolvimento dos gestores nas cooperativas. 

 

"O evento é bastante focado em técnicas de melhorar o comportamento para dentro e fora da cooperava. Saio daqui com diversas ideias para aplicar dentro do nosso negócio. O conteúdo dentro vista aqui realmente me deixou inquieto a causar mudanças de impacto positivo para causar cada dia mais a alegria ao nosso cooperado de fazer parte da nossa cooperava" , Alexandre Andrade, presidente da Cooperativa dos Fornecedores de Cana de Açúcar (Coaf).

 

"Aqui me dei conta da necessidade de sempre buscar algo novo para continuar a surpreender o cliente. Se não nos preocuparmos em trazer novidades que facilitem e nos aproximem dos nossos cooperados, vem um concorrente e pega a fatia do mercado, que nos pertence. Nesse evento vi técnicas para segmentar as inovações muito interessantes e altamente aplicáveis a nossa realidade", Anibal Cantarelli, presidente da COnselho de Administração da Sicredi Centro Pernambucana.

"A necessidade de chamar as pessoas para pensar no planejamento estratégico e se comprometer a tirar ele do papel é um grande passo para um futuro promissor. As formas de colocar em prática o planejado, tão abordadas aqui, me chamaram muito a atenção. Esse é o tipo de negócio que é bastante aplicável nas nossas cooperavas e pode ser a chave para um bom trabalho", Dimas Santos, conselheiro da Cooprobe. 

 

"Uma das coisas que mais me impactou na palestra é a necessidade de mudança para continuar no mercado. Muitas vezes, o nosso cooperado tem medo do novo. O que gera acomodação. Se não nos mexermos, outra entidades que trabalham da nossa mesma forma, ou até melhor, pode passar na nossa frente. Temos que ser inquietos para garantir a nossa sobrevivência", Ângela Nascimento, conselheira da Coopeafa.

“Aqui vi métodos de adaptar o que temos com as necessidades do mercado. Queremos ser lembrados e fazer a diferença na vida das pessoas. Só conseguiremos isso se estivermos antenados com as rápidas mudanças comportamentais do público. É preciso estudar o que o mercado quer e a maneira adequada de atender os interessados na nossa mercadoria. Dessa forma o cooperativismo estará em evidência. Esse tópico foi muito abordado no WCM 2019.  Saber isso realmente fará a diferença do que é sucesso ou não dentro dos competitivos mercados”, Jaílson Lira, presidente do Conselho Fiscal da Coopexvale.

 

Add a comment

Pernambucanos são reconhecidos como Lideranças do Futuro do Cooperativismo

Em meio à cerimônia do Prêmio SomosCoop Excelência em Gestão, evento que premiou as cooperativas com alta performance nos processos de gestão e governança, houve espaço para conhecer os 35 jovens que irão participar do programa Somos Líderes e vão liderar o futuro do cooperativismo. Entre esse grupo, há dois pernambucanos. Italo Sampaio, cooperado da Coopasa, cooperativa do ramo Agro da cidade de Bezerros; e Alessandra Soares, cooperada da Cooates, do Ramo Trabalho, do município de Barreiros representarão o estado na defesa da bandeira do cooperativismo em toda a sociedade.

O programa foi criado para formar lideranças cooperativista comprometidas no engajamento e na difusão dos princípios do cooperativismo.  Essa foi a primeira turma formada por jovens de todas as regiões do Brasil, com idade entre 21 e 35 anos, recém-graduados ou cursando o último ano do curso superior de qualquer área.

Todos os jovens receberam as boas-vindas do embaixador especial da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) dentro do segmento cooperativista, Roberto Rodrigues. De acordo com ele, um bom líder deve ter não somente a capacidade de ouvir e entender as demandas das bases, mas também tomar decisões com agilidade e antecipar soluções. “O novo líder não é apenas um intérprete, não é apenas um entendedor do que a média dos seus cooperados deseja. Ele é o propositor de projetos. O novo líder tem que rasgar o horizonte, enxergar à frente”, aconselhou Roberto Rodrigues.

Esse foi apenas o primeiro encontro entre os jovens. Até abril de 2020, eles terão aulas virtuais e presenciais de assuntos como Tendência, Inovação e Liderança; Liderança no contexto cooperativista; Liderança no contexto organizacional; Liderança no contexto social; e Liderança no contexto político. Cada um desses módulos conta com metodologia inovadora, conteúdo via podcasts e encontros virtuais em webnários.

Também aconteceram aulas presenciais que serão realizadas em Recife, Chapecó, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. E para potencializar o aprendizado, estão previstas visitas técnicas a instituições e organizações que implantaram soluções que mostram na prática os conteúdos trabalhados durante o programa.

Entusiasmado com o projeto Ítalo agora deseja focar no desenvolvimento, cada vez mais, do espírito cooperativista.  “Tive a honra de ser selecionado e tenho a certeza que a partir dessa formação a minha carreira profissional terá um upgrade. Com esse novo apanhado de ideias, sei que estarei apto para liderar as instâncias cooperativistas de Pernambuco. Com essas novas perspectivas se abrindo, desejo focar todo o esforço possível para propor soluções e desenvolver o espírito solidário”, contou o jovem.

A motivação também faz parte do momento de Alessandra. Sabendo da grande tarefa que vem pela frente, ela deseja se aprofundar nos conhecimentos sobre o cooperativismo para ajudar a população a se desenvolver mais. “A missão é muito nobre e terá um grande alcance pelo Brasil. Estou me sentindo bastante ansiosa para começar os trabalhos. Quero conhecer as diversas realidades do cooperativismo por todo o país e auxiliar o público a encontrar soluções eficazes de gestão, que também possam contribuir para práticas cooperativistas de maior alcance dentro da sociedade”, salientou a cooperada da Cooates.

Add a comment

Unimed Vale do São Francisco conquista prêmio nacional

Aconteceu, na última terça-feira (08/10), em Brasília/DF, mais uma edição do Prêmio SomosCoop Excelência em Gestão, que reconhece os destaques nacionais no âmbito do Programa de Desenvolvimento da Gestão Cooperativista (PDGC). A Unimed Vale do São Francisco, que possui sede em Petrolina, obteve destaque na faixa de reconhecimento Prata e o prêmio foi entregue pelo presidente do Sistema Ocemg, Ronaldo Scucato, ao presidente da cooperativa, Francisco Otaviano. O superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, acompanhou a cerimônia e parabenizou a cooperativa pela conquista. Participaram ainda da solenidade, representando o Sistema OCB/PE, o presidente Malaquias Ancelmo de Oliveira, a superintendente, Cleonice Pereira Pedrosa, e o gerente do Sescoop/PE, Rodrigo Leocádio. É a primeira vez que uma cooperativa pernambucana conquista o prêmio desde sua criação, em 2013. 

O presidente da Unimed Vale do São Francisco, Francisco Otaviano, agradeceu o apoio do Sescoop/PE. "Muito obrigado em nome dos diretores, conselheiros, cooperados, colaboradores e clientes da Unimed Vale do São Francisco. Este prêmio é fruto de um trabalho coletivo, muito participativo, como também destacamos o imprescindível estímulo e apoio do Sescoop/PE e da OCB/PE", afirmou. Para o gerente de Desenvolvimento de Cooperativas do Sescoop/PE, Rodrigo Leocádio, a premiação da Unimed Vale do São Francisco é de grande relevância para o estado. "Essa conquista atesta a alta performance da cooperativa em seus processos de gestão e governança. No 34º Encontro Estadual das Cooperativas, que acontece em novembro, apresentaremos as ações previstas para o ano de 2020 que visam dar continuidade ao PDGC e ao desenvolvimento das cooperativas pernambucanas", frisou.

O PDGC possui base no Modelo de Excelência em Gestão desenvolvido pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) e compreende três níveis de maturidade dos processos de gestão de governança: Primeiros Passos, Compromisso com a Excelência e Rumo à Excelência. A metodologia é aplicada por meio de questionário de autoavaliação, dividido em dois grandes blocos: Governança (23 questões) e Gestão (36 questões). Após o preenchimento, a cooperativa recebe uma devolutiva demonstrando o Índice Sescoop de Governança Cooperativa (ISGC) e o Índice Sescoop de Gestão (ISG). Em Pernambuco, anualmente, o Sescoop realiza dois Workshops, no primeiro semestre, focados no correto preenchimento e na elaboração dos planos de melhoria. 

O presidente do Sistema OCB/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, fez a entrega dos prêmios da categoria mais elevada da noite, qual seja, Rumo à Excelência, e elogiou o trabalho realizado pela governança da Unimed Vale do São Francisco. "Lembrando o que nos ensina o grande líder cooperativista brasileiro, Roberto Rodrigues, o líder atual não é mais aquele que só escuta a base, mas é aquele que propõe, que aponta caminhos. E é isso que encontramos na Unimed Vale do São Francisco", frisou. O Prêmio SomosCoop Excelência em Gestão acontece a cada dois anos e inclui diversas etapas além do autopreenchimento do questionário, como análise de um comitê gestor, visita de avaliadores e seleção de uma comissão julgadora. Foram 272 cooperativas brasileiras inscritas no prêmio e 56 reconhecidas nos três níveis de maturidade.

 

 

 

 

 
Add a comment

COOPERATIVA 3º MILÊNIO REALIZA 19º FESTIVAL DA MÚSICA

 

Aconteceu, no último sábado (05/10), mais uma edição do festival anual de música da Cooperativa dos Trabalhadores em Educação 3º Milênio, em Limoeiro, cidade que fica a 80 km do Recife. O evento tem como objetivo levar ao público apresentações de paródias de músicas feitas pelos próprios alunos com base nos conteúdos vistos em sala de aula. O festival conta com apoio do Sescoop/PE e reúne, a cada edição, mais de 3 mil pessoas.

A comissão julgadora contou com a participação do presidente do Sescoop/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, que analisou as apresentações de acordo com os critérios elencados.  O festival possui uma proposta pedagógica que trabalha, ao longo do ano, a pesquisa de temas, a liderança, a integração, a troca e o espírito de equipe. São os próprios estudantes que coordenam as apresentações, incluindo a música, as coreografias, os adereços, envolvendo familiares e até profissionais contratados.

Débora Cardoso, de 15 anos, é aluna do 2º ano e uma das cantoras principais da apresentação Pompeia, que retrata a história da cidade grega dizimada por uma erupção vulcânica. Para ela, trata-se de uma experiência positiva. “É uma iniciativa interessante da escola incentivar esse lado artístico dos alunos e não apenas a preparação intelectual”. A apresentação de Pompeia levou dois meses para ser concluída e reuniu 70 alunos com um investimento de R$ 24,5 mil para custeio de adereços, figurinos e cenário.

Para que as apresentações atendam ao padrão do festival e representem de forma fidedigna o tema escolhido, os alunos contratam aderecistas, a exemplo de Daniel Olyver. Ele trabalhou com o 8º ano na apresentação Viva México!, que abordou a cultura mexicana, em especial a tradição de celebrar o Dia dos Mortos. A apresentação foi vencedora do Grupo IV e os detalhes nas fantasias incluíram iluminação nas barras dos vestidos e pequenas réplicas de altares luminosos nos sombreiros usados pelos alunos. “A parte visual é muito importante, pois conta a história sem precisar falar. Foi um período longo de pesquisa, entre três e quatro meses, mas é muito importante. Quando as pessoas conhecem outras culturas e sua mistificação, elas aprendem a respeitar”, frisou o aderecista.

Segundo o diretor secretário da cooperativa, Plínio Giorgio, o festival se tornou mais tecnológico, nesta edição, com novos painéis de led, ampliando a iluminação e destacando ainda mais as performances. Sobre os temas, ele reforça a importância de os alunos colocarem em prática o aprendizado de forma diferente. “Os alunos mostram no festival o que aprenderam em sala. Transmitem para o público o que foi visto, saindo da rotina diária da sala de aula, participando, assim, de novas propostas pedagógicas”, concluiu.

 

Add a comment

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique